• Ignacio Barros Barreto

Mona Lisa

Updated: Sep 16

Eduard Gufeld foi um Grande Mestre Internacional Ucraniano e um prolífico autor de xadrez, escrevendo mais de 80 livros.

De personalidade marcante, em todo lugar fazia muitos amigos. Ele tinha os ingredientes perfeitos para isso: alegria na disposição, cavalheirismo no caráter, graciosidade nos costumes e um senso de humor contagiante. Em todos os torneios em que jogava, sua principal preocupação era jogar seu xadrez mais brilhante possível. Não se importava muito com ganhar ou perder no processo. Mas havia momentos desagradáveis também. Ele era emocionalmente impetuoso como a maioria dos artistas é. Quando ele estava indignado ou chateado, ele era ouvido exclamando: "Isso não é xadrez!" Numa entrevista perguntaram a Gufeld: O que é então o xadrez? Ele respondeu: “O xadrez é uma grande arte; não deve haver truques. Jogar jogos de dois minutos para o "campeonato mundial" certamente não é xadrez. Como um instrumento mecânico pode se tornar mais importante que o nosso cérebro? Controles de tempo com morte súbita destruíram o prestígio do xadrez.

E continuou: Não há nenhum direito absoluto ao título de 'campeão'. O importante é quem é grande, como na música - não temos nenhum campeão, mas temos Mussorgsky, Gershwin, Tchaikovsky. Eu não me importo com quem é considerado campeão do mundo agora. Eu só quero ver as grandes partidas - a arte do xadrez - que os melhores jogadores produzem. O xadrez é como música - o elemento artístico deve vir em primeiro lugar”.

A partida de hoje foi a maior expressão artística desse grande artista.

Recebeu, do próprio autor, o nome de “Mona Lisa”.

Sobre ela, o próprio Eduard Gufeld disse: "Todo artista espera criar sua própria Mona Lisa e todo jogador de xadrez sonha em jogar sua própria partida imortal. Mesmo hoje, muitos anos depois, quando me lembro dessa partida, isso me faz feliz. É em momentos assim você esquece todos as partidas e torneios que perdeu e sente que seus sonhos se realizam! "

Vladimir Bagirov vs Eduard Gufeld - A Mona Lisa

Kirovabad - Campeonato Soviético 1973


1.d4 g6 2. c4 Bg7 3. Cc3 d6 4. e4 Cf6 5. f3 (Na variante Samisch da índia do Rei, as Brancas normalmente planejam o roque maior e atacam na ala do rei, enquanto as negras contra-atacam na outra ala.) 5 ... O-O 6. Be3 Cc6 7. Cge2 Tb8 (Preparando a6-b5.) 8. Dd2 a6 9. Bh6 b5 10. h4 e5 11. Bxg7 Rxg7 (Gufeld tinha uma predileção especial e conhecida pelo bispo de casas negras. Bagirov, ao trocar os bispos, acreditava ter conseguido uma vantagem psicológica, mas o resultado não foi o esperado) 12. h5 (12. d5 também é possível, mas as brancas gostariam de manter em aberto a opção de Cd5 para juntar o cavalo ao ataque na ala do rei.) 12 ... Rh8 13. Cd5 bxc4 14. hxg6 fxg6 15. Dh6 (Há uma dupla ameaça de Cxf6 seguida por Dxh7, ou Dxg6 explorando a coluna h.) 15 ... Ch5 (As negras resolvem dois dos seus problemas de uma só vez: Reduzem a tensão em f6 (liberando assim a dama defensora + torre) e em h7 (Um exemplo de como as pretas poderiam errar é 15 ... Tf7? 16. Dxg6)) 16. g4 (As brancas ignoram seus peões fracos na ala da dama e vão com tudo para o ataque! 16. O-O-O é a opção "mais segura", embora não exatamente segura já que as negras já estão planejando um avanço na ala da dama.) 16 ... Txb2! (As negras respondem na mesma moeda. O cavalo de h5 não pode se mover devido à pressão em h7, então o sacrificam pelo contra-ataque!) 17. gxh5 g5! (Única, cortando o acesso das brancas da coluna h.) 18. Tg1 g4 (Para ter a opção de Dh4 + no futuro.) 19. O-O-O (A alternativa era 19. fxg4 Cxd4 20. Cxd4 exd4 com a ameaça de 21 ... Dh4 + 22. Rd1 Bxg4 +! quando o bispo negro é imune devido a Txf1 #, e as pretas têm um ataque avassalador.) 19 ... Txa2 20. Cef4! (Já que as brancas não podem mais atacar através dq coluna h, procuram outra rota para o campo inimigo. Aqui a ameaça é Cg6+) 20 ... exf4 21. Cxf4 Txf4! (Forçado, uma vez que não há outra boa maneira de evitar Cg6+.) 22. Dxf4 (O ataque das brancas foi detido temporariamente. O material é igual, mas o mais importante é que a iniciativa agora é das negras. Assim, elas devem explorar esta iniciativa rapidamente antes que as brancas reagrupem suas peças para um segundo ataque.) 22 ... c3! 23. Bc4 Desenvolvendo a última peça, atacando a torre negra e conectando suas torres. 23 ... Ta3 24. fxg4 Cb4! (Ameaçando Ta1#) 25. Rb1





25 ... Be6!! (A ameaça das brancas é clara: avançar sua maioria de peões na ala do rei e se reagrupar para um segundo ataque naquela ala. Assim, as pretas devem atacar primeiro se não quiserem sucumbir a esse plano. O problema é que a dama das negras parece estar cortada do lado da rainha, e os métodos normais para levá-la à ação (por exemplo, c7 e Db6) permitirão que o ataque branco comece primeiro. O óbvio 25..c3-c2 só leva a um final igual com 26. Rb2 cxd1=D+ 27. Txd1 Th3 28. Tf1 Cd3+ 29. Bxd3 Txd3 30. Df8+ Dxf8 31. Txf8+ Rg7 32. Txc8 Txd4) 26. Bxe6 Cd3!! (Seguindo com o plano de liberar a coluna b para a dama) 27. Df7 (Como tomar o cavalo leva o mate 27. Txd3 Db8 + 28. Rc2Db2 + 29. Rd1 Ta1 + 30. Dc1 Txc1 #, as brancas tentam pressionar a casa g8 e se preparam para jogar Bb3 fechando a coluna b, mas o Db8 + vem de qualquer maneira ...) 27 ... Db8 + 28. Bb3 Txb3 + 29. Rc2 (E parece que as negras não têm uma boa continuação. Tentar dar xeque com a torre ou o cavalo pendura a outra peça) 29 ... Cb4+!! (Entregando a torre para arrematar) 30. Rxb3 (Se 30. Rc1 Tb1+! "Tome minha torre !!!" 31. Rxb1 Cd5 + 32. Rc2 Db2 + 33. Rd3 Db5 + e a combinação resultante é a mesma que a da linha principal.) 30 ... Cd5+ 31. Rc2 (Se 31. Rc4 Db5 #) 31 ... Db2 + 32. Rd3 Db5 + (As brancas abandonaram por causa de (33 Rc2 De2 + 34. Rb3 Db2 + 35. Rc4 Db5 #) 0-1

25 views1 comment

Tel/Whatsapp: 85 99991 7141

Fortaleza - CE
 

©2017 by Ignacio Barreto